Gases no estômago

Doença
Descrição
Devem-se frequentemente a causas nervosas ou a transgressões dietéticas. As plantas que indicamos têm efeito carminativo, isto é, eliminam o excesso de gases ou flatulências gástricas . Antes de tudo, haverá que tratar a causa.
Plantas

ALCAÇUS (Infusão, maceração, extracto re raiz e rizoma) - Elimina os gases do estômago e combate os arrotos

ENDRO (Infusão de sementes) - Elimina os gases, sedante , acalma os vómitos

ALCARAVIA (Infusão de frutos, essência) - Combate os arrotos e os gases intestinais

FUNCHO (Infusão de sementes, essência) - Facilita a expulsão dos gases digestivos

MANJERICÃO-GRANDE (Infusão de folhas e frutos, essência) - Acalma o excesso de gases e arrotos

MANJERONA (Infusão, essência) - Antiflatulenta , acalma os espasmos nervosos do estômago

Também sugerimos

Plantas
Esta planta é proveniente da Ásia e foi introduzida na Europa, no século XIII, pelos Tártaros. Tem um aroma muito agradável que lembra o da tangerina, mas o sabor é amargo.
Doença
Sensações sonoras (apitos, zumbidos) que não correspondem a nenhum estimulo exterior; podem ser ouvidas apenas num ouvido (causas por vezes local) ou nos dois (hipertensão, aterosclerose). Podem ser acompanhadas de vertigens, de surdez. Atenção. Um exame médico especializado permite por vezes tratar as causas locais.
Doença
Digestão difícil e trabalhosa. As suas manifestações são muito variadas: sensação de peso ou de dor no estômago, flatulência e ardor, geralmente depois das refeições. Por extensão, também se entende por dispepsia qualquer transtorno do processo digestivo, seja ele localizado no estômago, nas vias biliares ou no intestino. A má digestão, ou dispepsia gástrica, pode dever-se a causas alimentares, funcionais ou nervosas; em qualquer delas não existe uma verdadeira lesão orgânica no aparelho digestivo. No entanto, também pode dever-se a causas orgânicas, como a ulcera do estômago ou do duodeno, o cancro do estômago, a estenose do piloro (aperto à saída do estômago) e outras patologias graves. Uma vez diagnosticada a causa da dispepsia, o tratamento com plantas medicinais pode ajudar muito eficazmente o organismo a restabelecer a normalidade dos processos digestivos. Naturalmente que, em todos os casos, é necessária uma correcção dos há bitos alimentares errados que frequentemente estão na origem da dispepsia: mastigação deficiente; excesso de alimentos, especialmente do tipo gordo; tóxicos, como o tabaco, o álcool ou o café; incompatibilidades e outros.
Saúde
Este probiótico tem origem nas montanhas do Cáucaso, onde foi descoberto e é feito há séculos. Kefir é um probiótico produzido através da fermentação do leite. Possui um aspecto semelhante ao Iogurte, mas o seu valor nutricional e terapêutico é muito superior. Tanto o Iogurte como o kefir são produtos fermentados, feitos a partir do leite. Existem grupos de bactérias que não existem no Iogurte, como a Lactobacillus caucasus, Leuconostoc, e espécies de Acetobacter e Streptococcus. O kefir contém também leveduras benéficas como as Saccharomyces kefir e Torula kefir, que dominam, controlam e eliminam as leveduras patogénicas (prejudiciais) presentes no organismo. O kefir pode ser feito a partir de qualquer tipo de leite (vaca, cabra ou ovelha, soja, coco ou arroz). Tem aparência de uma massa branca e gelatinosa, composta por proteínas, Lípidos e mucopolissacarídeo solúvel (kefiran). A bebida pode ser preparada em casa, adicionando os grãos de kefir no leite e armazenar adequadamente. O líquido fermenta em aproximadamente 24 horas, a uma temperatura de 18-30ºC. Depois deste período, o leite deve ser coado e os grãos do kefir são adicionados a outro leite, fazendo assim de forma cíclica, por tempo indeterminado. Tem consistência cremosa, com sabor agridoce e refrescante, e pode conter de 0.08 a 2% de álcool na sua composição. Todos esses microrganismos utilizados na produção de leites fermentados possuem efeitos desejáveis ao organismo e, portanto, são considerados microorganismos seguros (CRAS) (JAY,1996). Possuem a característica de resistir ao suco gástrico, sais biliares e de se adequar à possível presença de antibióticos. Desta forma chegam vivos ao intestino em quantidades suficientes para promover efeitos benéficos e auxiliares na redução de riscos de algumas doenças.