Guia para uma melhor higiene do sono

Saúde
Descrição
- Os idosos - e as pessoas, em geral - devem dormir o tempo suficiente para se sentirem frescos e descansados no dia seguinte. Parece que uma diminuição do tempo de permanência na cama consolida a fase do sono ; uma permanência excessiva na cama terá de se relacionar com um descanso pouco profundo e fragmentado.

- O despertar regularmente à mesma hora da manhã reforça o ritmo sono/virgília e conduz a uma indução regular do sono.

- O exercício físico diário induz, provavelmente, num sono mais profundo, enquanto um exercício ocasional não melhora necessariamente o descanso da noite seguinte.

- Ruídos fortes e ocasionais, como a passagem de um avião, alteram o sono , mesmo de pessoas que não costumam despertar com ruídos e que não se lembrem deles uma vez acordados. Um quarto isolado pode ajudar pessoas que tenham de dormir junte de fontes de ruído.

- Quartos excessivamente quentes podem alterar o sono, embora não existam provas de que uma habitação muito fria possa fazer com que aumente.

- A fome pode alterar o sono ; uma refeição ligeiro pode, em contrapartida , favorecê-lo.

- Um sonorífero tomado ocasionalmente pode trazer algum benefício , mas o emprego crónico destas substâncias costuma ser ineficaz.

- O consumo tomado , à tarde , de cafeína altera o sono, inclusive nos indivíduos que julgam não serem afetados.

- O álcool ajuda as pessoas ansiosas a adormecerem mais facilmente, mas o sono consequentemente é fragmentado.

- O consumo crónico de tabaco altera o sono.

- Os indivíduos que se sentem agitados e frustrados , quando não conseguem conciliar o sono, não devem tentar adormecer a todo o custo; pelo contrário , deveriam acender a luz e fazer algo diferente.

Também sugerimos

Plantas
Sua aplicação na medicina envolve suas propriedades digestiva, expectorante, colerética, antipirética, fluidificante, calmante da tosse, febrífuga, antisséptica, tônica para o estômago e vasodilatadora.
Plantas
A erva cidreira contém propriedades calmante, diurética, analgésica, antimicrobiana, cicatrizante, tônico, sedativo, relaxante, antinevrálgica, expectorante, antiviral, antiespasmódica, sudorífera, antibiótica e anti-inflamatória.
Doença
Sensações sonoras (apitos, zumbidos) que não correspondem a nenhum estimulo exterior; podem ser ouvidas apenas num ouvido (causas por vezes local) ou nos dois (hipertensão, aterosclerose). Podem ser acompanhadas de vertigens, de surdez. Atenção. Um exame médico especializado permite por vezes tratar as causas locais.
Plantas
Vegetal indicado para tratar problemas como hidrocefalia, infecções micóticas da pele, leucorreia, menopausa, queda de cabelos, psoríase, picadas, tinha, úlceras, urticária, afta, afecções de pele, amenorreia, anúria, ciática, diarreia, disúria, edema, enurese, epistaxe, erisipela, feridas e gota.