Guia para uma melhor higiene do sono

Saúde
Descrição
- Os idosos - e as pessoas, em geral - devem dormir o tempo suficiente para se sentirem frescos e descansados no dia seguinte. Parece que uma diminuição do tempo de permanência na cama consolida a fase do sono ; uma permanência excessiva na cama terá de se relacionar com um descanso pouco profundo e fragmentado.

- O despertar regularmente à mesma hora da manhã reforça o ritmo sono/virgília e conduz a uma indução regular do sono.

- O exercício físico diário induz, provavelmente, num sono mais profundo, enquanto um exercício ocasional não melhora necessariamente o descanso da noite seguinte.

- Ruídos fortes e ocasionais, como a passagem de um avião, alteram o sono , mesmo de pessoas que não costumam despertar com ruídos e que não se lembrem deles uma vez acordados. Um quarto isolado pode ajudar pessoas que tenham de dormir junte de fontes de ruído.

- Quartos excessivamente quentes podem alterar o sono, embora não existam provas de que uma habitação muito fria possa fazer com que aumente.

- A fome pode alterar o sono ; uma refeição ligeiro pode, em contrapartida , favorecê-lo.

- Um sonorífero tomado ocasionalmente pode trazer algum benefício , mas o emprego crónico destas substâncias costuma ser ineficaz.

- O consumo tomado , à tarde , de cafeína altera o sono, inclusive nos indivíduos que julgam não serem afetados.

- O álcool ajuda as pessoas ansiosas a adormecerem mais facilmente, mas o sono consequentemente é fragmentado.

- O consumo crónico de tabaco altera o sono.

- Os indivíduos que se sentem agitados e frustrados , quando não conseguem conciliar o sono, não devem tentar adormecer a todo o custo; pelo contrário , deveriam acender a luz e fazer algo diferente.

Também sugerimos

Doença
O suco gástrico é necessário para a digestão, embora uma boa parte dos seus componentes seja reabsorvida posteriormente no intestino. A insuficiência de sucos gástricos afecta negativamente todos os processos digestivos, produzindo peso no estômago, fermentações intestinais e até mesmo anemia. Há plantas medicinais que podem fazer aumentar sensivelmente a produção de sucos gástricos, por meio da estimulação das glândulas secretoras. Em geral, todas as plantas amargas, e todas as especiarias ou condimentos, aumentam a produção de sucos gástricos. Antes de administrar qualquer planta para aumentar a produção de sucos, é necessário que se diagnostique a causa, para excluir quaisquer doenças malignas.
Doença
Normal em qualquer idade, a deglutição de ar durante ou entre as refeições pode ser excessiva nas pessoas dispépticas ou nervosas: acumulação de gases nos intestinos, sensação de peso e de distensão abdominal, recitação. Atenção. A retenção de gases nos intestinos é habitualmente devido à prisão de ventre.
Doença
Digestão difícil e trabalhosa. As suas manifestações são muito variadas: sensação de peso ou de dor no estômago, flatulência e ardor, geralmente depois das refeições. Por extensão, também se entende por dispepsia qualquer transtorno do processo digestivo, seja ele localizado no estômago, nas vias biliares ou no intestino. A má digestão, ou dispepsia gástrica, pode dever-se a causas alimentares, funcionais ou nervosas; em qualquer delas não existe uma verdadeira lesão orgânica no aparelho digestivo. No entanto, também pode dever-se a causas orgânicas, como a ulcera do estômago ou do duodeno, o cancro do estômago, a estenose do piloro (aperto à saída do estômago) e outras patologias graves. Uma vez diagnosticada a causa da dispepsia, o tratamento com plantas medicinais pode ajudar muito eficazmente o organismo a restabelecer a normalidade dos processos digestivos. Naturalmente que, em todos os casos, é necessária uma correcção dos há bitos alimentares errados que frequentemente estão na origem da dispepsia: mastigação deficiente; excesso de alimentos, especialmente do tipo gordo; tóxicos, como o tabaco, o álcool ou o café; incompatibilidades e outros.
Saúde
Este probiótico tem origem nas montanhas do Cáucaso, onde foi descoberto e é feito há séculos. Kefir é um probiótico produzido através da fermentação do leite. Possui um aspecto semelhante ao Iogurte, mas o seu valor nutricional e terapêutico é muito superior. Tanto o Iogurte como o kefir são produtos fermentados, feitos a partir do leite. Existem grupos de bactérias que não existem no Iogurte, como a Lactobacillus caucasus, Leuconostoc, e espécies de Acetobacter e Streptococcus. O kefir contém também leveduras benéficas como as Saccharomyces kefir e Torula kefir, que dominam, controlam e eliminam as leveduras patogénicas (prejudiciais) presentes no organismo. O kefir pode ser feito a partir de qualquer tipo de leite (vaca, cabra ou ovelha, soja, coco ou arroz). Tem aparência de uma massa branca e gelatinosa, composta por proteínas, Lípidos e mucopolissacarídeo solúvel (kefiran). A bebida pode ser preparada em casa, adicionando os grãos de kefir no leite e armazenar adequadamente. O líquido fermenta em aproximadamente 24 horas, a uma temperatura de 18-30ºC. Depois deste período, o leite deve ser coado e os grãos do kefir são adicionados a outro leite, fazendo assim de forma cíclica, por tempo indeterminado. Tem consistência cremosa, com sabor agridoce e refrescante, e pode conter de 0.08 a 2% de álcool na sua composição. Todos esses microrganismos utilizados na produção de leites fermentados possuem efeitos desejáveis ao organismo e, portanto, são considerados microorganismos seguros (CRAS) (JAY,1996). Possuem a característica de resistir ao suco gástrico, sais biliares e de se adequar à possível presença de antibióticos. Desta forma chegam vivos ao intestino em quantidades suficientes para promover efeitos benéficos e auxiliares na redução de riscos de algumas doenças.